11-3230-8002 | 11-99362-3736 contato@indenizacaoaerea.com.br

Ao contrário do que muitos passageiros pensam, o cancelamento de voo por greve também deve ser indenizado pela companhia aérea. Não é porque os funcionários e profissionais da aeronáutica estão no exercício de um direito legítimo que os direitos dos consumidores não precisam ser respeitados.

A greve é um risco da atividade comercial

Assim como no caso do cancelamento por no show, no cancelamento de voo por greve o passageiro é colocado em desvantagem exagerada. Isso porque, neste caso, a greve não pode ser considerada um fator completamente imprevisto. Trata-se de um fortuito interno, que faz parte do risco comercial de qualquer empresa com um grande número de funcionários.

Dever de assistência material em cancelamento de voo por greve

Quando há cancelamento de voo por greve, a depender do tempo de atraso, a companhia aérea tem o dever de prestar assistências. Entre elas, podemos destacar: facilidades de comunicação (telefonemas e internet), alimentação apropriada, acomodação para pernoite e transporte. Conheça os direitos do passageiro neste post.

Indenização por danos morais em cancelamento de voo por greve

Além dessas assistências materiais, as empresas aéreas também têm o dever de indenizar pelos danos morais provocados pelo cancelamento de voo por greve. Qualquer cancelamento por si só gera transtorno e frustração, ainda mais quando os passageiros estão desamparados diante de um caso que pode envolver tumulto.

Se você passou por um cancelamento de voo por greve, procure um advogado de sua confiança. A equipe da Indenização Aérea é extremamente preparada para solucionar casos de abusos de empresas aéreas e está à disposição para ajudá-los.